youtube facebook

"É uma brisa!"

O nome vem de uma expressão utilizada pelo primeiro baixista do conjunto, Miqueas Santana, que foi substituído por Ney Neto após Miques partir, deixando a todos com saudade: "- É uma brisa!"

A proposta de misturar sons, ritmos e estilos musicais, acrescentando sempre uma pitada do tempero brasileiro, levou o Brisa Trio a participar de festivais nos Estados Unidos, apresentando-se e dando aulas no Festival NHBF, em New Hampshire, além de apresentações em Boston e Chicago.

A criatividade e o ecletismo do trio não encontram fronteiras, os músicos tocam aquilo que gostam, com energia, virtuosismo e entrega, misturando riffs de heavy metal, melodias de jazz, e ritmos brasileiros, resultando em um fusion diferente e cativante.

Segundo Celso Pixinga: "Já vi muitos gigs de música instrumental, mas o Brisa Trio surpreende pela energia e pressão com que os músicos tocam. Sensacional!"

Dino Verdade

Dney Bitencourt

Virtuoso, espontâneo,  guitarrista e compositor, cresceu na Periferia de São Paulo, onde absorveu diversas culturas musicais.

O guitarrista, violonista, compositor vem se destacando no cenário musical e tendo a oportunidade de trabalhar com vários músicos de importância no cenário musical nacional e internacional Jazzístico.

Dney Bitencourt optou trilhar com seu trabalho solo, e ao lado de projetos como Brisa Trio, Palace Jazz, The Truth, Lounge Jazz Trio, onde o músico sente a vontade para expressar sua arte. Em todas as composições autorais, sua versatilidade musical é sem fronteiras, o músico tem composições desde a música regional á música instrumental moderna.

Simplesmente Alma (lançado 12/12/2013), é o disco de estréia do compositor, onde explora estas e outras vertentes e promete marcar a história da música instrumental brasileira com sua verdade e harmonização de gêneros, tornando

O trabalho revela o caldeirão de influências do músico, que vão de Joe Satriani, Hermeto Pascoal, Pat Metheny e John Scofield a George Benson, sem falar nas diversas culturas musicais absorvidas desde a infância, na periferia da zona sul de São Paulo.

É um disco para marcar a história da música instrumental, é um agradável encontro do jazz com a o ritmo da música brasileira.

Ney Neto

Baixista, estudou em algumas das maiores escolas de música do Brasil, como EM&T, Souza Lima e ULM. Teve o privilégio de estudar com Celso Pixinga, seu ídolo de infância. Teve aulas também com Nilton Wood , no Instituto de Baixo e Tecnologia (IB&T) e estudou baixo acústico com Gilberto de Syllos, no Conservatório Souza Lima, onde frequentou ainda as classes de leitura musical com o baixista Ximba Uchyama.

Nos Estados Unidos, teve a experiência de estudar na Berklee College of Music, em Boston, onde teve aulas com Tom Appleman, Bruce Gertz, Dani Morris, e principalmente Jim Stinnett, com quem atualmente desenvolve um projeto internacional ao lado de Celso Pixinga. O projeto em parceria com a Stinnett Music promove o intercâmbio cultural e a troca de conhecimentos entre baixistas do mundo todo, unindo a comunidade do baixo em encontros como o New Hampshire Bass Festival, o projeto educacional Bass Workout, ou nas edições do Pixinga Bass Fesival, que ocorre em diversas cidades do Brasil desde 2002.

Para destacar alguns trabalhos do baixista, certamente deixando de mencionar alguns artistas com quem Ney já trabalhou, algumas experiências musicais foram ao lado de Michael Manring, Jeff Andrews, Jim Stinnett, Todd Johnson, Rufus Reid, Grant Stinnett, Sunder Panatella, os guitarristas americanos Mike Stern, Everett Pendleton, o austríaco Martin Schaberl, o argentino Ale Demogli, e o espanhol Ricardo Ascanni, além dos bateristas Thomas Arey, Antonio Sanchez, Dom Moio, Dave DiCenso, e o saxofonista Mike Tucker.

No Brasil, tocou e gravou ao lado de seus "parceiros de estrada" Celso Pixinga, Thiago Espírito Santo, Ebinho Cardoso, Sergio Groove, além de gravações ao lado de Sandro Haick, Gabriel Grossi, Walmir Gil, Lis de Carvalho, Marquinhos da Luz, Lincoln Ducatti, Giba Favery, Jonatas Sansão, Davi Sansão, Vinicius Gomes, as cantoras Juliana Ferretti, Michele Wankenne, Maria Diniz, o proeminente guitarrista Dney Bitencourt , e diversos outros grandes músicos e amigos.

Atualmente Ney tem se dedicado ao desenvolvimento de projetos de educação musical digital, realizando um sonho antigo de poder expandir o acesso a educação musical, atingindo cada vez mais pessoas e através de todos os meios de comunicação disponíveis.

Conheça mais sobre o trabalho do baixista acessando: www.neyneto.com.br

News



Praça Victor Civita

No dia 1º de fevereiro, domingo, às 16h, a Praça Victor Civita recebe o Brisa Trio, trazendo música instrumental para o palco da Praça.

Veja mais detalhes



USA Tour 2014

Brisa Trio is the artist in residence at New Hampshire Bass Festival 2014. Check it out for more information. Clique para saber mais sobre a turnê do Brisa nos Estados Unidos, em junho/2014





Produtos Brisa Trio

Já estão ficando prontas as camisetas e os bonés do Brisa!


Produtos

CD Quarteto Brisa & Michele Wankenne


O Brisa Trio transformou-se em Quarteto Brisa, convidando o pianista Bruno Alves para a produção desse belíssimo disco de música brasileira, gravado ao vivo com a cantora Michele Wankenne.

Ouça algumas faixas: